Para evitar enchentes, Prefeitura de Guaxupé limpa bueiros e alerta: “depósitos irregulares de materiais de construção em calçadas serão autuados”

Publicado em 14/11/2017 - Região - Da Redação

Para evitar enchentes, Prefeitura de Guaxupé limpa bueiros e alerta: “depósitos irregulares de materiais de construção em calçadas serão autuados”

Fiscalização percorrerá a cidade na busca de flagrantes de irregularidades 

Desde agosto a Prefeitura de Guaxupé tem trabalhado diariamente na limpeza de bueiros na cidade. A ação que contempla todos os bairros, visa dar um escoamento melhor para a água durante o período de chuvas, evitando transtornos como alagamentos e rompimento de redes pluviais. Além de sacolas e garrafas pet, a equipe de limpeza tem retirado grande quantidade de areia e pedra brita, provenientes de depósitos irregulares de materiais de construção civil. 

O trabalho coordenado pela Secretaria de Obras em conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento e Meio Ambiente faz parte de um conjunto de ações que estão sendo desenvolvidas em várias partes da cidade. De acordo com Eliton Pereira, secretário municipal de Obras, além da limpeza de bueiros, a Prefeitura fez também a limpeza e desassoreamento da calha do rio Guaxupé. 

O que tem chamado a atenção da equipe é a grande quantidade de materiais de construção, como areia e pedra que estão depositadas nos bueiros e galerias: “Tem rede que está completamente entupida com estes materiais. Tem rua que chegamos a retirar mais de um caminhão de sujeira. Por isso pedimos o apoio da população para que primeiramente não jogue lixo na rua e depois, que não deixe materiais ou restos de construção civil nas calçadas. A chuva vem e leva tudo pra dentro da rede e o prejuízo é grande tanto para a Prefeitura como para o próprio morador que pode ter sua casa alagada”, explicou Eliton. 

Em Guaxupé a Lei Municipal nº 2228/13 traz em seu artigo 4º que é proibido ao proprietário, titular de domínio útil ou possuidor a qualquer título realizar o depósito de qualquer entulho, resíduos de qualquer natureza, restos de materiais de construção nos passeios ou vias públicas. 

Ainda segundo consta na Lei, caso a fiscalização da Prefeitura constate tais irregularidades, o cidadão pode ser multado em até R$500,00 (quinhentos reais). 

“Infelizmente a quantidade de materiais de construção em calçadas é muito grande. O correto é depositar no interior da casa, construção ou terreno”, disse o secretário. 

A fiscalização a partir desta semana começará a percorrer os bairros a fim de flagrar as irregularidades e fazer as devidas autuações: “Desde que a Lei foi criada a Prefeitura trabalha a conscientização da população. Agora passaremos a aplicar a lei e fazer as autuações de maneira mais intensificada. O tempo e o que a Prefeitura gasta na limpeza destes bueiros, daria pra investir em outras benfeitorias. Por isso não iremos aceitar mais que estes materiais fiquem depositados nas calçadas, o que com as chuvas acabam sendo levados para dentro dos bueiros. Iremos autuar o responsável”, falou Márcio Nunes, diretor e coordenador da fiscalização. 

A população pode colaborar com a Prefeitura denunciando locais onde se encontram materiais de construção depositados de forma irregular. Basta acionar a equipe de fiscalização pelo telefone 3559-1088.

ASCOM