Guaxupé conquista casas populares

Publicado em 18/06/2017 - Região - Da Redação

Guaxupé conquista casas populares

A administração municipal de Guaxupé conquistou 279 novas unidades habitacionais para o município através do programa “Minha Casa Minha Vida”. O prefeito Jarbas Correa Filho (PSDB) revelou o trabalho teve início em 2013 com a aquisição da área de 170 mil metros quadrados, passando pela elaboração do projeto, individualização de matrículas, aprovação pela Caixa Econômica Federal (em 2014) e encaminhamento do projeto ao governo federal (em 2015). Agora, contando com a ajuda dos deputados Carlos Melles, Antônio Carlos Arantes, ex-deputado Marcus Pestana e Ministro Bruno Araújo, foi possível tornar este sonho realidade.

Jarbinhas também comentou que outras 180 casas deverão ser entregues entre os meses de julho e agosto. A administração ainda iniciou o asfaltamento das ruas do bairro Jardim Conquista, loteamento que atende a população de baixa renda e que conta com 370 lotes e que já conta com toda estrutura. O investimento gira em torno de R$ 1,1 milhão somente na parte de asfaltamento. Este novo conjunto também deverá ser entregue num prazo de 60 dias. Portanto, o projeto social envolve quase 1000 unidades para atendimento da população de baixa renda do município.
Quanto aos critérios de distribuição das unidades habitacionais, o prefeito explicou que é atendida justamente a população classificada dentro do programa Minha Casa Minha Vida Faixa I com renda familiar máxima de R$ 1.600,00. A prestação, segundo informações, deve girar em torno de R$ 80,00.

AÇÕES À FRENTE DA AMOG
Atual presidente da Associação dos Municípios da Micro Região da Baixa Mogiana, Jarbinhas confessou que o exercício desta função tem sido uma experiência bastante positiva. Principalmente, considerando a troca de informações entre todos os prefeitos associados e apoio manifestado à sua gestão à frente da AMOG. Uma equipe da associação tem feito visitas aos municípios levando um planejamento das ações positivas desenvolvidas em Guaxupé.

ILUMINAÇÃO PÚBLICA
A AMOG mantém convênio junto aos municípios para a manutenção das lâmpadas da iluminação pública. Uma empresa de Passos foi contratada pela associação em 2014 através de licitação, sendo responsável pela execução do serviço. Porém, a reclamação é grande em muitos municípios. Jarbinhas esclareceu que o contrato com a empresa tem validade até dezembro de 2017, sendo que o atendimento tem sido considerado positivo em Guaxupé. A empresa deve atender a ocorrência informada num prazo de até 48 horas. O novo número (0800) estará sendo disponibilizado nos próximos dias através da AMOG, o que poderá agilizar o atendimento nos demais municípios.

COBRANÇA DE DÍVIDAS
Segundo informações, a AMOG estará cobrando dívidas antigas dos municípios. Jarbinhas confirmou entendimento entre os prefeitos, até mesmo porque os valores não são considerados altos, relativos a horas de máquinas e serviços prestados pela associação. “São dívidas pequenas e todas elas estão sendo renegociadas com os prefeitos que tem demonstrando uma boa vontade muito grande”, disse o presidente. O único valor mais considerável é de um município que não mais faz parte da associação, sendo que ação judicial já foi ajuizada, com vitória da AMOG em primeira instância.

FORÇA POLÍTICA DA AMOG
A AMOG tem ampliado sua linha de atendimento aos municípios. Esta situação foi confirmada por Jarbinhas, principalmente auxiliando no planejamento, na área administrativa e promoção de novos cursos de preparação de mão-de-obra. Esta prática tem sido muito bem aceita na região. Além disso, vale destacar a força da AMOG, que congrega aproximadamente 250 mil pessoas, junto às demais esfera de governo. Uma das próximas iniciativas será uma audiência conjunta dos prefeitos em Belo Horizonte para pedir a atenção especial do governo em algumas áreas prioridades, principalmente nos setores de saúde e transporte escolar.

RECURSOS PARA OS MUNICÍPIOS
Este jornal já publicou matéria relativa à dívida da União com os municípios da região, considerando a Lei Kandir, com valores em torno de R$ 345 milhões. Jarbinhas explicou que no governo do presidente FHC havia uma modificação quanto ao ICMS relativo à exportação. Assim, vários produtos gerados na região, principalmente a área do café, sofrem nesta questão. Agora, o governador Pimentel está questionando judicialmente a Lei Kandir e o STF já emitiu parecer favorável. Isto ocorrendo na prática, todos os municípios irão receber recursos significativos. Mas o presidente da AMOG alerta que esta “briga” vai durar muito tempo e terá muitos capítulos.

CANDIDATO A DEPUTADO
Questionado a respeito da possibilidade de uma candidatura a deputado estadual no próximo ano, Jarbinhas não confirmou e também não descartou esta condição. Comentou que a política e os políticos brasileiros passam por uma vergonha muito grande. Mas defende que o eleitorado deve separar o joio do trigo. “Eu não estou neste balaio da vergonha”, disse. Para ele, a região tem ótimos políticos que devem ser observados pelo eleitorado. Defendo o voto em “administradores que entram na vida pública e não políticos que se metem a administradores”. Neste contexto, afirma que está na vida pública, mas não é político. Está feliz pela prestação de serviço à população de Guaxupé e de toda a região através da AMOG. Por fim, esclareceu que uma candidatura depende dos entendimentos com os companheiros e com a base política de toda a região. Por fim, Jarbinhas criticou a possibilidade de “lista fechada” nas eleições. Entende que a população não pode e não deve aceitar esta situação. “Sou totalmente contra esta situação”, falou.