Forte chuva causou estragos e prejuízos em Muzambinho

Publicado em 15/04/2019 - cidade - Da Redação

Forte chuva causou estragos e prejuízos em Muzambinho

A cidade de Muzambinho foi uma das que mais sofreram com a chuva da tarde de domingo (14/04). Logo no trevo de acesso à cidade era possível ver os estragos causados pela tempestade. O Corpo de Bombeiros de Guaxupé resgatou sete pessoas que estavam presas em dois veículos no trevo da BR-491, próximo ao Campus Muzambinho do IFSULDEMINAS. Em dois acidentes no trevo, não houve nenhuma vítima. Apenas o condutor de uma camionete preta foi conduzido ao hospital de Muzambinho por estar muito nervoso. O condutor de um carro Prisma branco relatou que durante a chuva o barranco ao lado do trevo desceu e carregou o carro para o bueiro.

Foram registrados deslizamentos de terra próximo ao trevo e na Rua Bruno Léo. Moradores registraram alagamentos por toda a cidade. Na rua Hercília Siqueira, no Jardim Miriam, os bloquetes foram retirados com a força da água. No cruzamento entre as ruas Lindolfo Coimbra e Maria Georgia Silva, no Bairro Brejo Alegre, o nível da água quase cobriu uma motocicleta estacionada. Danos também na Rua André B. Bengtson com o surgimento de um enorme buraco.

A prefeitura de Muzambinho emitiu nota nas redes sociais ainda na noite de domingo e classificou a tempestade como "dilúvio". Informou que uma equipe havia percorrido os locais afetados pelas águas e que a reconstrução de vários pontos começaria logo na manhã do dia seguinte. Também alertou para a necessidade de cuidado ao trafegar pela rua Capitão Heleodoro, próximo ao Colégio Salatiel, pois, um muro caiu e interditou parcialmente a rua, que foi sinalizada.

Na Barra Funda, ponte foi interditada próximo ao campo, até a água escoar. A Rua Bruno Léo também foi interditada próximo ao local conhecido como “buraco do Bruno”. No Brejo Alegre, próximo ao bar do Cícero, houve a inundação da via, mas a água escoou. Houve estragos na rua e em algumas casas. No final da Av. Lauro Campedelli, uma casa foi alagada.

 

Com Agências/ FOTOS: REDE SOCIAL